5 formas de usar a inteligência emocional para resolver problemas

5 formas de usar a inteligência emocional para resolver problemas

Você pode se considerar a mulher mais racional desse planeta, e mesmo assim, eu te garanto: você está cheia de emoções. E tá tudo bem, já que o nosso cérebro é capaz de nos fazer sentir para que você possa ouvir e lidar com as suas emoções.

Se em algum momento você já teve dificuldade de resolver situações, pois, suas emoções falavam muito alto e te deixaram incapaz de pensar com clareza, leia com atenção as dicas que temos para você, a seguir:

1. Limpe a lente antes de começar

Às vezes a lente com que você olha a situação pode estar suja de crenças que você criou ao longo da vida, opiniões alheias, medos, etc., tudo isso deixa sua visão turva e confusa, tornando as coisas muito mais complicadas do que deveriam.

Descobrir e encarar quais são as crenças e comportamentos que você tem com relação a certos problemas é o primeiro passo para usar a inteligência emocional ao seu favor. Isso porque, será possível perceber quando você está reagindo de forma apropriada ou não em cada situação.

2. Entenda a situação de forma fragmentada

Não tente encarar tudo de uma vez, entenda o todo e pegue uma pequena coisa para olhar por vez.

Imagine se você faz um Post-it com a seguinte tarefa: “Resolver a vida”. É claro que ninguém saberia por onde começar e seria necessário fragmentar por setores da vida ou por temas mais específicos.

Por isso, separar um grande problema em vários pequenos problemas é a melhor forma para resolvê-lo. Teste começar hoje, separe alguns minutos para avaliar um problema e segmentar ele. No começo você pode encontrar certa dificuldade, mas com o tempo vai ficando mais fácil e até automático pensar dessa forma.

3. Encontre perspectivas diferentes

Tente olhar outros ângulos possíveis do que está acontecendo, peça ajuda de amigos se necessário, entender as coisas por outras perspectivas te proporciona novas visões e possibilidade de encontrar outras soluções.

Mas atenção: Ninguém deve resolver as situações por você ou validar o que você decidir, o olhar de outra pessoa serve para te fazer refletir por outros ângulos e avaliar novas perspectivas, mas ainda caberá a você decidir e agir para resolver as questões e situações, as decisões devem partir de você, afinal, é você que conviverá com as consequências dela.

Amigos abrem seus olhos e te dão apoio, mas  a decisão será sempre sua!

4. Aproveite o que você tem aí dentro de si

Cuidado para não ficar tempo demais procurando soluções externas e ignorando que dentro de você também existem as ferramentas necessárias para a solução. A Psicodesafie-se tem diversos produtos e produz muito conteúdo para te ajudar, o blog Prateleira de Mulher está cheio de conteúdos que te empoderam e te fazem encontrar novas perspectivas. Porém, nada disso funciona se você não colocar em prática tudo que aprende e lê.

Você precisa usar seus recursos internos, sem isso não sairá do lugar.

5. Emocione-se

Suas emoções são bússolas que te guiam, sejam elas consideradas boas ou ruins, elas mostram o que faz sentido para você e demonstram que algo te incomoda.

Aqui vale destacar que na realidade não existe essa de emoção boa ou ruim, emoção está aí para ser sentida e, sendo desagradável de sentir ou não, ela te dá direcionamentos importantes se você se permitir sentir.

Aprenda a se conectar com elas e entender o porquê estão ali, é importante se perceber para colocar isso em prática em qualquer momento.

E vale sempre lembrar, se as dicas online não são o suficiente, busque uma ajuda profissional, nos envie uma mensagem e podemos te ajudar a entender como a psicologia pode te ajudar com isso.

Psicodesafie-se

A Psicodesafie-se ajuda mulheres a desenvolverem seus plenos potenciais e melhorarem a forma de se relacionarem consigo e com o mundo ao seu redor. Trabalhamos para criar produtos que desenvolvam o seu potencial para melhorar sua autoestima, autocuidado e desenvolvimento pessoal. Para isso, usamos nossos conhecimentos de psicologia e terapias integrativas, tudo de forma socialmente responsável e ética, buscando alcançar o maior número de pessoas possíveis.

Related Article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.