Será que é hora de empreender?

Será que é hora de empreender?

Nesse momento de crise, muito tem se falado em empreender. Muitas pessoas têm essa vontade, mas falta coragem a muitos. A pergunta sempre fica na cabeça: Será que é hora de empreender? Será que vai dar certo? Será que consigo?

Bom, nesse momento de indecisão e questionamentos, uma ferramenta essencial é o autoconhecimento. É necessário saber quais são seus potenciais e suas fraquezas, se conhecer e validar-se, independente de opiniões externas não que você não possa ouvir, mas precisa saber quem você é, pois uma pessoa que gosta de segurança, pouco risco e ter controle sob todas as situações, terá certamente mais dificuldade nessa trajetória. Então eu indico que sempre comece fazendo essa auto análise.

Depois estude sobre o ramo em que quer empreender, não faça na “loucura”. Saiba quem é o melhor e o pior nesse ramo, saiba sobre sua região, estude sobre o seu target e defina “quem” sua empresa será nesse cenário.

O terceiro passo é saber qual será o seu investimento nesse negócio, quanto você vai precisar colocar de dinheiro, de tempo e de dedicação. Sim, não adianta só ter o dinheiro, senão, seria investidor e não empreendedor. Se puder, procure orientação com consultorias especializadas ou o Sebrae, que muito auxilia o empreendedorismo.

Se possível tente não entrar muito “justo” de budget, ou seja, o capital de investimento precisa incluir materiais, produtos, insumos, obra, desenvolvimento da marca, pesquisa de mercado, mão de obra e capital de giro. Olha, muitas empresas não dão certo por esse último item.

E em quarto, desvista-se de todo ego possível. A humildade no empreendedorismo é vital, pois provavelmente no início, você será todas as posições da sua empresa, de limpar o banheiro a planejar o fluxo de caixa.

Hoje, após 8 anos do meu próprio negócio, sei que deveria ter feito melhor a transição de empregada para empreendedora. Deu certo como fiz, mas poderia ter sido melhor e menos custoso. Mas, certamente tenho “cases” legais e interessantes para dividir com vocês.

E ai? Bora empreender?

Luciana Conceição

Luciana Conceição

Consultora empresarial
Formada em Administração com Planejamento Empresarial pelo Uninove, pós graduada em Gestão de Negocios e MKT pela ESPM. Há 25 anos no ramo de administração, ex docente do Senai, há 8 anos empreendendo.
11 99555-9899
luciana@reinodochurrasco.com.br

Related Article

12 Comentários

  1. Claudio Aparecido de Souza
    9 meses atrás

    Jamais desista de seus sonhos, o empreendedorismo requer persistência e sabedoria para recuar um passo sempre que necessário.

    • Luciana Conceição
      9 meses atrás

      Verdade Claudio, persistência é essencial, desde que não passe do ponto e vire murro em ponta de faca ne?! Obrigada pela contribuição

  2. Daniela
    9 meses atrás

    Nossa Lu, realmente auto conhecimento faz toda diferença pq o psicológico q segura qd não é feita essa transição bem calculada!! Tenho vc como referência. Sucesso

    • Luciana Conceição
      8 meses atrás

      Sim, a vida de empreendedor é uma montanha russa ne? hora acha que está no caminho, hora quer desistir. Importante esta focado no seu proposito. beijos

  3. Fernando irrera
    9 meses atrás

    Lú parabéns pelo artigo, bem esclarecedor para quem deseja abrir seu próprio negócio.

    • Luciana Conceição
      8 meses atrás

      Obrigada Fe, com simplicidade quero deixar mais transparente essa vontade de empreender. Beijos

  4. Rosângela
    9 meses atrás

    Muito legal os pontos citados ! Empreender requer autoconhecimento, coragem e muito planejamento e mesmo assim ainda existem forças externas que muitas vezes não estão no nosso controle, dado por exemplo da pandemia que estamos vivenciando. Importante acreditar que é capaz e se não der certo absorver os aprendizados e pontos positivos, e pq não empreender novamente ?! Rsrs

    • Luciana Conceição
      8 meses atrás

      Oi Ro, verdade você disse muito bem planejar, mas entender que a vida apresenta muitas coisas que não estão em nosso controle. Por isso falo do autoconhecimento, isso ajuda a saber compreender os sentimentos. Com certeza você estará empreendendo novamente. Beijos

  5. Regiane Lemos
    9 meses atrás

    Parabéns Lu por toda dedicação e garra, realmente precisamos entender , estudar e planejar no que empreender
    São pontos crucias para o inicio , por mais que tenhamos dificuldades precisamos buscar a melhor maneira de equilibrar essa gestão ! Ótimo artigo !

    • Luciana Conceição
      8 meses atrás

      Oi Re, realmente dificuldades sempre terá, importante ter mobilidade para saber contornar ou resolver elas. Vamos que vamos1! bjs

  6. Renata Marques Tutuy
    9 meses atrás

    “Hoje, após 8 anos do meu próprio negócio, sei que deveria ter feito melhor a transição de empregada para empreendedora. Deu certo como fiz, mas poderia ter sido melhor e menos custoso” (Luciana Conceiçao)
    Nessa frase a Luciana expõe um ponto maravilhoso e que as vezes as pessoas não se apegam ao pensar em empreender, a transição! Em 2013 para 2014 decidi pegar uma “boa rescisão” e empreender numa sala de depilação e estética que eu planejei, executei e idealizei do zero. Não busquei nenhuma consultoria de negócio mas fiz tudo como manda o figurino desde a inspeção do prédio até a contabilidade, o negócio foi inaugurado e até se pagou em bem pouco tempo, eu tinha uma sócia para quem passei 40% da empresa uma vez que ela detinha a carteira de clientes e também era a profissional de depilação. (Carro chefe do espaço). Enfim para uma experiência de 2 quase 3 anos até que foi bem sucedida, mas tive uma proposta muito boa na minha área de trabalho e decidi vender a minha parte do negócio para a minha sócia. Eu não estava totalmente satisfeita pq descobri que empreender não é só colocar dinheiro em um negócio, você precisa por literalmente a mão na massa e administrar tudo, eu era a minha recepcionista, meu office boy, meu departamento de contas a pagar, departamento de compras. Enfim foi uma experiência incrível e recomendo para quem tem vontade de ter um negócio próprio, mas também recomendo antes de tudo estudar a respeito e ter um auxílio de um especialista de negócios no início.
    Meu case posso dizer que foi um sucesso, pois ele se pagou e rendeu dinheiro para as 2 partes até que eu decidi parar. Mas voltando a frase que coloquei no início do comentário (qse 1 segundo artigo!😅) a transição de carreira entre a sua carreira atual e a de empreendedor precisa de um suporte e estabilidade, pois se vc ficar em cima do muro pode perder dinheiro e o foco do negócio além de não ficar satisfeito com os resultados. Mais uma vez ter uma consultoria inicial e um acompanhamento profissional de um especialista de Gestão de Negócios faz toda a diferença para a saúde da empresa e para a sua saúde mental.
    Renata Marques Tutuy

  7. Luciana Conceição
    8 meses atrás

    Re que delicia de história, eu não sabia! a transição deve ser pensada de verdade, para evitar frustrações que te paralisem ne. Nem todo negocio vai dar certo, é natural. Importante mesmo ter pessoas competentes que te auxiliem no negocio, especialmente nas áreas que não são seu ponto forte.
    Parabéns pela experiência. vamos que vamos! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *